resenha

Óleo de rícino Para os cabelos e outras formas de usar na beleza

O óleo de rícino é extraído da mamona, semente da planta Ricinus communis.

É um dos meus preferidos para fazer umectação capilar, técnica em que utilizamos óleos 100% vegetais para nutrir os fios.  E tenho começado a usar com mais frequência nas sobrancelhas, pois as minhas são ralinhas, para ajudar a “encorpar” os fios e estimular o crescimento.

Propriedades:

Rico em ácidos graxos, minerais e vitamina E, é um excelente aliado da beleza.

Óleo de Rícino para crescimento e fortalecimento das sobrancelhas

O óleo de rícino ativa a circulação sanguínea, e quando aplicado com massagens suaves, ajuda a irrigar o local, estimulando o crescimento dos fios.

Além disso, o óleo de rícino “encorpa” os fios, pois fortalece a fibra, devido ao seu alto poder nutritivo.

Como usar óleo de rícino nas sobrancelhas:

Aplicar com os dedos, fazendo uma massagem suave, para não arrancar os pelinhos.

Deixar por pelo menos 2 horas para que os fios absorvam os nutrientes do óleo. Esse procedimento também pode ser feito a noite, antes de dormir e o óleo pode ser removido pela manhã.

Óleo de rícino no couro cabeludo

Por possuir propriedades antifúngicas e antibacterianas ajuda a evitar infecções e inflamações que prejudicam a saúde do couro cabeludo e crescimento dos fios.

Para ativar a circulação sanguínea do couro cabeludo e estimular o crescimento, é só colocar o óleo nas pontas dos dedos e ir massageando suavemente. Deixe agir por no mínimo 2 horas e depois lave normalmente com shampoo. Esse procedimento também pode ser feito durante a noite, como nas sobrancelhas.

Como usar óleo de rícino nos cabelos

O óleo de rícino é tão nutritivo e possui tantos benefícios que não podemos restringir o uso somente ao couro cabeludo. Utilizando na extensão dos fios, ele sela as cutículas, mantendo a hidratação dos cabelos e deixando os cabelos com brilho.

Na umectação:

O óleo de rícino é bastante espesso, o que dificulta aplicar no comprimento dos cabelos. Para facilitar esse processo, é necessário misturar o óleo de rícino com um outro óleo carreador, que terá a função de ajudar a transportar o óleo de rícino e seus benefícios para o fio.

Alguns exemplos de óleos carreadores: Azeite de oliva, óleo de amêndoas, óleo de abacate e óleo de coco (que eu amo de paixão!). Tem post sobre o óleo de coco AQUI

A proporção é 1 colher de cada óleo, mas pode colocar um pouco mais de um ou de outro. Misturar quantidade necessária para o comprimento dos cabelos.

Umectar os cabelos com essa mistura, deixar agir por pelo menos 2 horas ou fazer umectação noturna e para retirar eu sugiro fazer o método UCPE. Leia o post AQUI

Se não quiser fazer o UCPE, uma dica é molhar os cabelos com água morna, retirar o excesso com a toalha e aplicar um creme nos cabelos fazendo movimentos de enluvamento, como se estivesse lavando os cabelos com creme. Enxaguar e só depois usar shampoo, isso vai fazer com que você utilize menos shampoo para que não resseque os fios. Falei mais sobre isso AQUI. Depois deve-se usar novamente o condicionador para fechar as cutículas dos cabelos.

Para potencializar máscaras de tratamento:

O óleo de rícino pode ser utilizado para potencializar as máscaras capilares.

Misturar 1 colher de chá na sua máscara de tratamento, deixando agir o tempo recomendado pelo fabricante. Por isso é bom usar aquelas máscaras que tem tempo de ação maior, quanto mais tempo o óleo estiver nos cabelos, melhor!

Óleo de rícino na pele

Os ácidos graxos presentes no óleo de rícino têm função de reter água, mantendo a hidratação.

É antibacteriano e pouco comedogênico.

Pode ser utilizado para potencializar cremes corporais, para combater o ressecamento da pele. É ótimo aplicar nos pés, cotovelos e joelhos, áreas que costumam ser mais ressecadas.

Óleo de rícino nas unhas e cutículas

Como todo óleo vegetal, o óleo de rícino pode beneficiar as unhas e cutículas devido as suas propriedades e poder nutritivo. Aplicar e massagear com ou sem esmalte, simples assim!

Onde encontrar: O óleo de rícino pode ser encontrado em lojas de produtos naturais, farmácias e atualmente, por ter se tornado tão popular para cuidados com a beleza, também é vendido em perfumarias e lojas de cosméticos.

Os vendidos em farmácias, que é onde costumo comprar o meu, só consta óleo de rícino na composição. Esses são vendidos como laxante, mas é o mesmo óleo de rícino que falei aqui.

Já os vendidos em lojas de cosméticos, geralmente possuem também conservantes e/ou fragrância na composição.

O importante é que não tenha parafina, óleo mineral e petrolatos, porque esses ingredientes não tem nenhum nutriente para os fios.

Os preços variam de R$8 a R$12, mas isso depende de cada região.

Me contem se usam e gostam do óleo de rícino!

Beijo


Te convido a conhecer e curtir a página do blog no Facebook: https://www.facebook.com/bemmequeroblog e no Instagram: @bemmequeroblog https://www.instagram.com/bemmequeroblog e fique sabendo sempre que tiver resenhas e posts novos!

resenha

Nivea Creme – o famoso (e amado) creme da latinha azul: Resenha

O Nivea Creme da latinha azul é um daqueles produtos que tem tantas utilidades que quando você pensa que já explorou todas as formas de usar, vem alguém e te apresenta uma forma nova!

Esse creme que deu origem ao nome da marca (Nivea em latim significa branco como a neve), foi criado em 1911, e no decorrer dos anos, a embalagem do produto teve diversas modificações, porém o creme continua o mesmo!

Provavelmente toda vovó tinha uma latinha dessa no seu arsenal de produtos, despertando a curiosidade e interesse das filhas e netas em querer ter uma latinha do “creme da beleza” para chamar de seu. E foi assim que essa latinha se tornou um clássico dentre os produtos cosméticos e é tão conhecida e querida até hoje.

Para comemorar o sucesso da latinha azul, a Nivea lançou a latinha decorada com corações e que vem com 145g do produto. Essa edição é limitada!

De acordo com a marca: NIVEA Creme é o mais poderoso hidratante da NIVEA para todos os tipos de pele. Oferece à pele tudo o que ela precisa para se manter hidratada, macia e uniforme. Pode ser usado por crianças e adultos, e é indicado para qualquer parte do corpo e do rosto.

Apesar de ser indicado para qualquer área do corpo e rosto e todos os tipos de pele, inclusive para uso em crianças, é bom ter o cuidado de consultar o dermatologista antes de utilizar no rosto, sobretudo se tem pele oleosa. E também é importante consultar um pediatra antes de aplicar nas crianças.

Por que é tão bom?

Para entender todo o poder de hidratação desse creme, vamos aos ingredientes:

Segundo a marca, sua fórmula contem alto teor de glicerina e Eucerit.

Glicerina: Hidratante e umectante; Possui função higroscópica: absorve umidade do ar e transporta para a pele; Proporciona maciez e restaura a elasticidade.

Eucerit ®: Agente emoliente patenteado  pelo Dr. Lifschütz em 1900. Na época, a criação serviu de base para todos os produtos da Beiersdorf, grupo ao qual pertence a marca Nivea. Trata-se da Lanolina, um produto natural obtido da lã do carneiro, muito utilizado em produtos cosméticos pois possui ação hidratante, ajuda a evitar a perda de água pela pele.

Além desses dois principais ativos, podemos ver que logo entre os primeiros ingredientes consta a presença da Parafina líquida.

A parafina líquida não tem nenhuma vitamina ou nutriente, e é muito comum ser encontrada em produtos cosméticos devido ao seu baixo custo. A sua função é a de formar uma barreira na pele impedindo a perda de água, mantendo a hidratação. Essa barreira é retirada no banho pelos tensoativos do sabonete, portanto, EU não vejo problema algum em usar.

Porém, como qualquer derivado do petróleo, possui potencial alergênico, e seu uso deve ser evitado por quem tem alergia a essa substância. Ou ainda, se notar algum sintoma de alergia, procure um médico.

O creme é branco e tem aquele cheiro característico dos produtos da marca. Eu amo esse cheiro, não paro de cheirar quando uso!

É um creme bem denso, mas a medida que entra em contato com o calor da pele vai ficando fácil de espalhar e deixa aquela sensação gostosa de pele macia e hidratada, sem deixar melecada.

Por ter essa consistência e poder umectante, é ideal para peles e áreas ressecadas do corpo.

Formas que eu mais gosto de usar:

Gosto de aplicar nos pés e em seguida colocar uma meia e ir dormir. No dia seguinte já é possível notar os pés mais macios e sem asperezas.

Nos cotovelos e joelhos também é perceptível a recuperação da elasticidade e hidratação da pele.

E também gosto de usar na região das olheiras à noite, quando estou sem um creme bem hidratante específico para essa região. Aplico com batidinhas uma pequena quantidade antes de dormir e retiro pela manhã. Eu tenho a pele do rosto oleosa, mas essa região é sempre muito seca, o que acaba sempre “craquelando” a base ou corretivo e marcando as linhas de expressão.

Mais formas de uso:

Como eu disse no início do post, esse creminho tem tantas utilidades que sempre encontramos ou ficamos sabendo de alguma forma nova de utilizar.

E abaixo mais algumas indicações de uso:

  • Hidratar lábios ressecados: Ótimo para tratar lábios rachado. Passar uma camada do creme, preferencialmente antes de dormir porque ficam bem oleosos, e pela manhã já estarão melhores.
  • Hidratar o rosto: Entre todas as formas de uso, acredito que a mais gera dúvidas seja sobre seu uso na pele do rosto.

Esse creme é um dos ingredientes das receitinhas mais famosas de anti-idade, a máscara facial do Dr. Ivo Pitanguy.

Já vi muitas pessoas dizerem que utilizam esse creme como único anti-idade da vida! Até porque, manter a pele hidratada é um dos fatores que retardam o envelhecimento.

Contudo, em se tratando de pele oleosa (meu caso) é necessário ter cuidado devido a sua textura e composição.

Eu uso somente na região das olheiras, porque é muito seca, e até arrisco a usar como máscara facial, deixando por 30 minutos e retirando em seguida.

Como sempre digo, é necessário que cada um avalie a necessidade de sua pele e até faça testes para descobrir o que funciona para você. E primordial sempre: consulte um dermatologista!

  • Hidratar àrea dos olhos: Uma das formas que mais gosto de usar. Deixa a área mais lisa, tira o aspecto de cansaço dos olhos. Aplico a noite com batidinhas e removo pela manhã.
  • Hidratar pés, mãos, cotovelos e outras áreas ressecadas: Outra forma em que o Nivea Creme mostra todo o seu poder hidratante, restaurando as áreas mais ressecadas.
  • Demaquilante: Na falta de um demaquilante oleoso, bifásico ou em creme, o Nivea Creme pode ajudar a remover maquiagem e máscaras de cílios se não forem muito pesadas. Não achei que remove bem máscaras à prova d’água, por exemplo. 
  • Prevenção de rugas: Muito utilizado na receitinha de creme anti idade do Dr. Ivo Pitanguy ou mesmo como máscara facial, deixando agir por 30 minutos e retirando em seguida. É indicado usar 3 vezes na semana apenas. 
  • Prevenção de estrias: Misturado com óleo de rosa mosqueta. 
  • Prevenção e tratamento de assaduras: Por formar uma barreira na pele, previne assaduras e ajuda a tratar devido a hidratação que proporciona.
  • “Pomada” para os cabelos: Usar bem pouquinho, uma “sujadinha” de dedos para abaixar o frizz ou fios arrepiados em penteados. Não esquecer de lavar com shampoo com poder de remover a parafina líquida (shampoo com sulfato). 
  • Alivio do incômodo causado pelo sol: Refresca e alivia a pele
  • Hidrata e amolece as cutículas: Quem não tira as cutículas sabe que para mantê-las bonitas é necessário hidratar muito. É só aplicar, massagear e se quiser, empurrar com um pauzinho de laranjeira. E para quem tira, aplicar o creme, massagear, aguardar alguns minutos e fazer a cuticulação.
  • Hidratar couro: O couro de bolsas, sapatos, jaquetas e outras peças feitas com o material também precisa ser hidratado para que não fiquem com aspecto ressecado e mantenha o brilho e beleza das peças.
  • Melhorar a fixação de perfumes na pele: Essa utilidade eu adaptei de uma dica antiga, de usar vaselina no local onde aplicamos perfumes para melhorar fixação. Como eu não tinha vaselina em casa, testei com o Nivea Creme e deu super certo! Basta aplicar o creme na região onde vai aplicar o perfume, sem deixar absorver completamente, e depois borrifar o perfume. O cheiro do produto interfere pouco no cheiro da fragrância, dependendo do perfume não se nota diferença alguma. E também conta o fato de que os perfumes fixam melhor em peles hidratadas.

 

E vocês, também usam e amam esse creme? Tem mais alguma forma de uso para compartilhar comigo? Comenta aí 😉


Te convido a conhecer e curtir a página do blog no Facebook: https://www.facebook.com/bemmequeroblog e no Instagram: @bemmequeroblog https://www.instagram.com/bemmequeroblog e fique sabendo sempre que tiver resenhas e posts novos!

cabelos

As melhores máscaras de Nutrição que já usei – Top 5

A etapa de nutrição do cronograma capilar é a minha preferida porque entrega os resultados que eu mais gosto nos cabelos: um pouco de peso, trata a porosidade e o frizz, deixa alinhado e dá brilho!

Pensando nisso, resolvi fazer esse post com as máscaras nutritivas que eu mais gosto de usar ou já usei. Claro que existe uma infinidade de máscaras para essa função no mercado, e muitas eu ainda não testei, mas assim que eu testar produtos novos (e gostar) eu atualizo aqui.

Para fazer esse top 5, eu não me preocupei em colocar em ordem de preferência. Acredito que todas são páreo a páreo no quesito “nutrição”, muda um pouco no cheiro, algum ativo a mais, resultado imediato ou a longo prazo, mas são todas ótimas!

Também não coloquei em ordem de preço, porque eu não tenho preferência por produto barato ou caro (claro que se for boa e barata é melhor ainda!) e sim pela composição e resultado.

Algumas dessas já tem resenha completa aqui, e as que não tem eu vou providenciar em breve.

Os números ao lado das máscaras são só para identificação, e não posição de preferência!

1 – Banho de Creme Tutano Ceramidas e Manteiga de Karité Bio Extratus: Essa é uma das máscaras mais acessíveis das listadas aqui, encontramos fácil em qualquer loja de cosméticos e o preço é bom, já cheguei a pagar um pouquinho mais de R$10 no pote menor.

Ela mostra o tratamento a médio e longo prazo, pois além de nutrir tem ativos que dão força aos fios e a cada uso deixa os cabelos mais fortes e menos porosos. Um ponto positivo para quem tem cabelos muito finos ou oleosos é que ela não deixa os fios “pesados”. Eu particularmente gosto desse “pesinho” e meus fios são finos, mas pode ser incômodo para algumas pessoas. Já para quem gosta do peso, porque ajuda mais a controlar o frizz, dá para adicionar uma colherzinha (chá) de algum óleo vegetal.

Preço médio: R$22

2 – Máscara Poderosa Forever Liss: Essa entrou para o time de preferidas há pouco tempo, mas merece um espaço nesse post porque fazia tempo que eu não me impressionava tanto com uma máscara.

É daquelas que já no primeiro uso mostra todo o seu poder nutritivo. Ela desmaia os fios já durante o uso (amo esse efeito) e deixa os cabelos bem alinhados, sem frizz, com peso e muito brilho!

Preço médio: R$40

Tem resenha AQUI.

3 – Luxe Oil Keratin Restore Wella: Mesmo não querendo classificar por ordem, arrisco dizer que essa é a minha preferida. Gosto de usar quando quero o cabelo bem bonito e cheiroso! Sim, porque ela tem aquele “cheiro de salão” haha Apesar de conter queratina na composição, o resultado que mais noto é de nutrição mesmo! Ela deixa os fios alinhados, frizz controlado, trata o ressecamento e ainda deixa o cabelo leve e com balanço.

Preço médio: R$200 (quase caí para trás quando pesquisei o preço, não lembro de ter pago tudo isso, não! É bom sempre ficar de olho nas promoções e cupons de desconto. Se eu souber de algum, eu aviso aqui).

4 – Discipline Liss Amend: Apesar de ser uma máscara indicada para manter o efeito liso nos cabelos, nada impede que quem tem cabelos ondulados ou cacheados use, pois o que importa é a composição. Ela é bem rica em ingredientes lipídicos para tratar cabelos porosos e ressecados. Tem o preço ótimo e é bem fácil de encontrar, assim como a Banho de Creme Tutano da Bio extratus.

Preço médio: R$35

Post AQUI

5 – Moisture Recovery Joico: Essa é para quem pode gastar um pouco mais e quer resultados rápidos. Indicada para cabelos extremamente danificados, secos, ressecados e porosos. Ela chega até a dar uma pesadinha a mais nos cabelos, se usada com muita frequência, pois tem a composição bem lipídica, juntamente com ingredientes de hidratação e reconstrução.

Preço médio: R$ 150

Tem post AQUI.

Já usaram alguma dessas? Se souberem de alguma máscara de nutrição boa me conta porque vou correndo testar, amo <3


Te convido a conhecer e curtir a página do blog no Facebook: https://www.facebook.com/bemmequeroblog e no Instagram: @bemmequeroblog https://www.instagram.com/bemmequeroblog e fique sabendo sempre que tiver resenhas e posts novos!

cabelos

Método UCPE para retirar a umectação dos cabelos

O método UCPE garante que os benefícios e resultados obtidos com a umectação capilar sejam preservados. Eu falei nesse post aqui que utilizava creme antes do shampoo para ajudar a retirar a umectação e pouco tempo depois, descobri essa técnica e achei bem mais eficiente, porque não precisa nem usar o shampoo.

Se ainda não sabe o que é umectação, aqui tem um resumo: Umectação Capilar

Se você já é adepta da umectação, deve ter percebido uma certa dificuldade em remover o óleo dos cabelos. E quando vai lavar, precisa usar muito shampoo: 2, 3 demãos ou mais, para conseguir remover todo o óleo.

O problema de remover o óleo do cabelo aplicando o shampoo direto é que acaba ressecando os fios e até retirando parte do tratamento que foi feito nos cabelos.

Isso acontece porque quanto mais shampoo você usa, mais as cutículas do cabelo se abrirão e o shampoo removerá não somente o óleo que  foi aplicado, mas também os nutrientes depositados nos fios. Assim, algumas áreas dos cabelos ficarão ressecadas e sem vida devido a agressividade e adstringência do shampoo.

Então surgiu essa técnica, provavelmente criada por alguma cacheada (gringa talvez), onde utilizamos um creme/condicionador que vai se juntar ao óleo que está no cabelo, e quando enxaguar, a água removerá o creme + óleo.

Para fazer é só seguir o passo a passo abaixo:

 

Bem simples:

  • Fazer a umectação com óleos vegetais e deixar o óleo nos cabelos pelo tempo de costume (eu deixo no mínimo 2 horas) ou fazer a umectação noturna (minha preferida!).
  • Aplicar um creme que seja livre de petrolatos, parafina e silicones, mecha a mecha, enluvando. Aplique até sentir que todas as mechas estão com o creme. Vai muito creme mesmo nessa etapa, não tem como economizar.
  • Pausar por 30 minutos a 1 hora.
  • Enxaguar com água morna.

Por experiência própria, sugiro utilizar condicionador depois para evitar o frizz. No caso de utilizar condicionador/creme com antóferos (agentes de limpeza) o uso de condicionador é obrigatório. Os cremes que vem escrito Co-wash, geralmente possuem antóferos.

É importante não utilizar fonte de calor como secador, difusor, chapinha e babyliss no dia que fizer o método. Deixe para usar após a próxima lavagem, que pode ser 24h depois.

Qual creme utilizar para técnica?

Temos que olhar na composição e ver se o creme é livre de petrolatos, parafina, óleo mineral e silicone, que são substâncias não solúveis em água. Como não usaremos shampoo, pode ocorrer acúmulo de resíduos nos fios, tornando o cabelo opaco e pesado.

Para facilitar, são os creme liberados para as técnicas No Poo e Co-wash. Felizmente, muitas marcas nacionais já indicam na embalagem se o produto é “Liberado”, ou já consta “No Poo” ou “Co-Wash”.

Abaixo algumas sugestões dos cremes que podem ser usados:

Como utilizamos uma boa quantidade de creme para fazer essa técnica, as melhores opções são aqueles que vem mais e são mais baratos 😉

Obs: Os cremes que vem escrito Co-wash, geralmente possuem anfótero betaínico – cocoamidopropil betaína. É obrigatório utilizar um condicionador comum depois para fechar as cutículas dos fios.

O creme pode ser utilizado na raíz?

Poder, pode. Esses cremes foram feitos justamente para as adeptas das técnicas que usam shampoo sem sulfato (low poo) ou não usam shampoo (no poo), e elas usam na raíz, sim. Mas se você não se sente confortável, veja a resposta da próxima possível pergunta abaixo.

Cabelos oleosos podem fazer essa técnica?

Assim como quem tem cabelos oleosos podem fazer a umectação, também podem fazer a técnica UCPE. Mas se você tem oleosidade excessiva e vai se sentir melhor, depois de enxaguar o creme, pode usar shampoo na raíz e puxar a espuma para as pontas. Os resultados serão os mesmos? Não, mas é melhor do que lavar direto com shampoo, com certeza!

O cabelo fica oleoso e pesado? 

O MEU cabelo é fino, com tendência a pesar com facilidade, mas ele não fica oleoso/pesado quando uso essa técnica porque o creme é bem levinho e é enxaguado. Se eu quiser ficar sem lavar por mais de 24h, consigo tranquilamente.

Mas pode acontecer, sim com quem tem os cabelos com tendência a ficarem mais pesados e oleosos ainda que os meus, mas não acredito que seja algo que incomode. O bom é testar pelo menos 1 vez, depois adapta como preferir: usando o shampoo depois ou fazer com menos frequência.

De quanto em quanto tempo utilizar a técnica?

O ideal é fazer umectação 1 vez por semana ou a cada 15 dias, certo? Então pode-se realizar a técnica toda vez que fizer o tratamento. Só tem que se atentar que deve ser em um dia que você não se importe em não finalizar o cabelo com fonte de calor e que 24h depois deve lavar como de costume, com shampoo.

Quais são os resultados esperados?

Cabelos com o peso que toda nutrição dá, os fios ficam mais alinhados e com menos frizz e volume.

O método UCPE exige só mais um pouco de tempo na etapa de nutrição, mas no final vale a pena pelo resultado!


Te convido a conhecer e curtir a página do blog no Facebook: https://www.facebook.com/bemmequeroblog e no Instagram: @bemmequeroblog https://www.instagram.com/bemmequeroblog e fique sabendo sempre que tiver resenhas e posts novos!

 

cabelos

Linha Umidiliz da Nova Muriel – Resenha

Estou aproveitando essa minha fase de pausa no uso da chapinha para usar a linha Umidiliz que é lançamento da Nova Muriel.

Esse post é sobre o primeiro teste da linha. Eu gosto de usar pelo menos 3 vezes um produto para poder ter uma opinião concreta e trazer a resenha. Mas como sigo um cronograma e demoro a usar uma mesma linha de novo e também porque não sei até quando vai essa minha fase cacheada/ondulada, resolvi já escrever sobre minhas primeiras impressões. Até porque, muitas vezes, a primeira impressão é a que fica, né?!

Mas quando eu usar novamente a linha, se obter resultados e impressões diferentes, eu edito e atualizo o post.

A linha Umidiliz foi criada para cabelos ondulados tipo 2A, 2B  e 2C. Que são os cabelos que não são lisos, mas também não chegam a formar cachos definidos, aquelas molinhas.

São quatro produtos que compõem a linha: Shampoo, Máscara, Condicionador e Ativador de ondas. E é importante usar toda a linha para obter os resultados prometidos pela Nova Muriel.

A promessa da linha é hidratar, combater o frizz e modelar as ondas sem pesar.

Principais ativos da linha Umidiliz:

Amido de Milho: Confere sensorial de cabelos sedosos. Combate o frizz.

Açúcar: Por ser proveniente da cana-de-açúcar, possui vitaminas e minerais. Promove um polimento capilar, renovando o brilho e proporciona maciez.

D-Pantenol:  Pró-vitamina B5, tem a função de levar água para dentro dos fios, sendo um poderoso hidratante.

Aminoácidos: Para força e resistência aos fios.

Óleo de Rícino: Contém vitamina E, que é antioxidante. Sela as escamas dos fios, mantendo a hidratação e proporcionando brilho.

Vitamina A: Auxilia no crescimento, fortalece a raíz.

Como usei:

Usei conforme as instruções das embalagens.

Apliquei o shampoo somente na raíz e no enxágue puxei a espuma para o comprimento e pontas;

Retirei o excesso de água com uma toalha e apliquei a máscara em mechas. Deixei agir por 10 minutos. Na embalagem indica pausa de no mínimo 10 e no máximo 20 minutos. Eu sempre deixo o mínimo porque meus cabelos são finos, para não pesar demais.

Enxaguei e depois apliquei o condicionador também em mechas e deixei agir por 3 minutos. E depois de retirar o excesso de água, apliquei o ativador de ondas.

Eu ainda não tenho prática naquelas técnicas de fitagem e dedoliss (efeito de babyliss com os dedos), tenho que aprender tudo isso, depois de tanto tempo só alisando os fios. Mas então dividi o cabelo em quatro partes, aplique o ativador em mechas e “tentei” modelar as ondas com as mãos.

O que eu achei de cada produto:

Shampoo: O shampoo é perolado e tem uma consistência que eu amo em shampoos, que não é ralo e nem gelatinoso, o que facilita aplicar a espalhar na raíz. Ele é Few Poo (baixa detergência), limpa sem ressecar os fios.

Máscara: Durante o uso, não senti que é uma máscara emoliente, daquelas que desembaraçam e já deixam os fios molinhos. E senti as pontas um pouco ásperas. Na própria embalagem diz que ela abre as cutículas dos fios para melhor penetração dos ativos. Por isso, o uso do condicionador depois é indispensável para selar as cutículas. Para quem (como eu) prefere máscaras que já deixam os fios “derretendo” enquanto está agindo, pode estranhar um pouco.

Condicionador: Depois que usei o condicionador aí sim senti os cabelos mais desembaraçados e hidratados.

Ativador de ondas: Acredito que é a estrela da linha. Ele fecha o tratamento, deixando os cabelos mais macios e sedosos, facilita a modelagem das ondas e também a ajuda a fixar as ondas que foram formadas.

Embora a marca indique usar todos os produtos da linha, se eu fosse classificar em ordem de preferência, eu gostei mais do Ativador de Ondas (em primeiro lugar); Em segundo lugar, do shampoo; Em terceiro lugar do condicionador; E por último da máscara. Eu iria gostar mais dela se ela deixasse os cabelos mais desembaraçados e emolientes durante o uso. Mas isso é uma preferência pessoal, e também é aceitável já que a marca diz que ela abre as cutículas, sendo necessário utilizar o condicionador depois.

Resultado e considerações finais:

Como eu falei, eu ainda não tenho muita prática em modelar os fios ondulados, estou aprendendo a lidar com eles. Mas em comparação a outros produtos que uso/já usei, achei que facilitou muito modelar e manter os fios no lugar. Notei que o cabelo ficou com menos volume, eu particularmente gosto disso, mas sei que muitas onduladas gostam daquele efeito de cabelo cheio. O frizz foi reduzido consideravelmente e os cabelos ficaram bem macios.

É uma linha que entra na fase de Hidratação do Cronograma capilar, e também tem leve efeito reparador por conta dos aminoácidos presentes na fórmula.

O ativador de ondas, que foi o produto que mais gostei, já adotei para toda a minha vida de ondulada! Sempre que eu for usar os cabelos ondulados, vou usar esse produto.

A linha ainda não chegou nas lojas, mas segundo a Nova Muriel, chega ainda nesse mês de outubro. Se usarem, venham aqui me contar se tiveram os mesmos resultados que eu, ok?!

Beijo


Te convido a conhecer e curtir a página do blog no Facebook: https://www.facebook.com/bemmequeroblog e no Instagram: @bemmequeroblog https://www.instagram.com/bemmequeroblog e fique sabendo sempre que tiver resenhas e posts novos!